Cradle Of Filth-1991

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cradle Of Filth-1991

Mensagem  PapaNJam em Sab Jul 12, 2008 2:05 am

Cradle Of Filth é uma banda inglesa de Suffolk, Londres, formada em 1991. O seu estilo musical tem levantado muita discussão, pelo que se referenciará Extreme Gothic Metal, Symphonic Metal, Symphonic Black Metal, Vampyric Metal, Death Metal Melódico, Horror Metal. Os seus temas líricos destacam-se por literatura gótica, poesia, erotismo, vampirismo, mitologia e filmes de horror. Aposta numa caracterização maquiavélica de criaturas guerreiras e demoníacas e numa teatralização de movimentos. É tida como uma das bandas mais espectaculares do género musical, e a que mais tem destacado novo público a esse domínio.
Estilo musical

Dani Filth e Adrian Erlandsson sendo entrevistados em 6 de novembro de 2000É referido por muitos que Cradle of Filth trás consigo atrás o conceito musical que se auto denomina de Black Metal. Muitos toleram que se trata de um subgénero, tratando-o como Gothic Metal de forma extrema - Extreme Gothic Metal. O próprio Dani Filth veio a público, numa entrevista, reclamar de que se trata de Heavy Metal. No entanto também já ouvimos solos de Thrash Metal, com alguma tendência dissonante, tal como é característico desse género. Poderá tratar-se da forma como a música é tratada e de como cada elemento da banda se transcende a nível melódico, rítmico e dramático, a fim de se concentrar o intuito da música na letra ou vice-versa. Também sabemos que, antes de se generalizar nesse conceito de Black Metal, que se inicia portanto no primeiro álbum intitulado "The Principle of Evil Made Flesh", se tratava antes de Death Metal, como as Demos nos demonstram. A nível de teclados, que começam a ter bastante relevância cadencial e melódica a partir do momento em que se compõem e divulgam os álbuns para a Music For Nations, intitulados de "Dusk ... and her Embrace" e "Cruelty and the Beast", onde neste último se confere e mistura uma textura com uma voz quase divina do canto gregoriano do século VI, à forma polifónica, tão actual, de características densas e melancólicas, tal o tributo à condessa Elizabeth Báthory, de confins imorais. O lado Symphonic Metal ou Symphonic Black Metal também é referido e tido em conta, entre os anos de 1996 a 2003, ano em que se estreia pela Sony Music e vem ao mundo o "Damnation and a Day", onde se utiliza uma pequena orquestra e um pequeno coro em estúdio, reavivando a memória dos críticos e dos melómaniacos da música de Cradle of Filth, da perseverança técnica de que se tinha mitificado com as suas actuações ao vivo dos anos entre 1994 e 1998. Nos anos de 2004 a 2006 planificam a evolução da banda a nível estético e comercial, retomando as constatações de Dani Filth, quanto ao facto da música de Cradle of Filth se tratar de Heavy Metal. Primeiro a sensação de que existe uma transfiguração na inclinação da alma e do coração à "ninfa" ou mulher amada, no titulo "Nymphetamine"; e por último a "espinhografia" - "Thornography" - que, tal como Dani Filth referiu em relação à capa de cd, dará referênciadas interpretações. "Thornography" destaca-se como o álbum mais pesado da banda: guitarras invadidas por solos, titulos e letras provocantes nada recomendado a variadas sensibilidades, tais como: "Under Pregnant Skies She Comes Alive Like Miss Leviathan", "Tonight in Flames" e "I Am the Thorn".
Curiosidade
Segundo a banda, houve uma história de que a banda foi fazer um show no Vaticano, e antes do show todos da banda utilizaram camisas escritas "I love Satan" (Eu amo Satan), e por causa disso foram presos mas foram soltos após a empresaria da época ter pago a fiança.
Nos encartes dos primeiros cds: The Principle of Evil Made Flesh e Dusk ... and her Embrace, há citações de filósofos e de compositores literários.


Membros

Da actualidade
Dani Filth - Vocal
Sarah Jezebel Deva - Backing vocal
Paul Allender - Guitarra
Charles Hedger - Guitarra
Rosie Smith - Teclado
Dave Pybus - Baixo
Adrian Erlandsson - Bateria

Do passado

Guitarristas
Paul Ryan (1991-1994)
Gian "Pyres" (1996-2002)
Stuart Anstis (1996-2000)
James Mcillroy (2004-2005)

Tecladistas
Benjamin Ryan (1991-1994)
Damien Gregori (1994-1997)
Les Smith (1997-1999)
Martin Foul Powell (2000-2005)

Baixistas
Jon Richard (1991-1992)
Robin "Graves" Eaglestone (1992-2002)

Bateristas
Darren White (1991-1992)
Nicholas Howard Barker (1992-1999)
Dave Hirschheimer (1999)
Adrian Erlandsson (1999-2006)

Discografia


Demos
1992 - Invocking The Unclean
1993 - Orgiastic Pleasures
1992 - The Black Goddess Rises
1993 - Total Fucking Darkness

Álbuns
1994 - The Principle of Evil Made Flesh (Cacophonous)
1996 - Dusk ... and her Embrace (Music For Nations)
1998 - Cruelty and the Beast (Music For Nations)
2000 - Midian (Music For Nations)
2001 - Bitter Suites to Succubi (AbraCadaver)
2003 - Damnation and a Day (Sony Music)
2004 - Nymphetamine (Roadrunner)
2006 - Thornography (Roadrunner)
Página oficial cradleoffilth.com

PapaNJam

Mensagens : 2854
Data de inscrição : 03/04/2008
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum